Wednesday, June 30, 2010

Completamente de Acordo

DN online
E, já agora... o meu grande reconhecimento ao Eduardo.
Eu também chorava...

PORTUGAL O - 1 ESPANHA

Bem vistas as "coisas", romantismo à parte, com o treinador que temos, ficámos "sentados" no lugar onde cabíamos.
Sobre isso escrevi AQUI em Agosto de 2009 - há quase um ano. Agora pouco mais tenho a dizer. Apenas partilhar o desalento de tantos milhões de portugueses espalhados por esse mundo fora.

Tuesday, June 29, 2010

DENÚNCIA - Adenda ao post anterior

A noite costuma ser boa conselheira. Porém, desta vez acordei mais indignado com a situação anteriormente relatada do que supunha.
É evidente que, num país "retardado" em todos os sentidos, como Portugal, não se pode esperar que um agente da polícia, mesmo sendo "Agente Principal" leia algo mais do que "A Bola" ou "O Record".
Impensável será, por isso imaginar esse mesmo agente, nas bancas de uma livraria a folhear revistas ou livros de fotografia, artes plásticas ou arquitectura.
Mas há mais países.
E há outras polícias.
Policias que, quando se dirigem a qualquer cidadão, seja lá por que motivo for, o fazem educadamente, identificando-se, cumprimentando e pondo-se depois a par do sucedido num tom neutro.
Provavelmente nesses países essas polícias são instruídas a lidar com os cidadãos como pessoas, em primeiro lugar e não, como por cá acontece vulgarmente, como prováveis infractores de Leis, muitas das quais mal conhecem.
E faz toda a diferença. Há países onde as pessoas vêm no polícia uma ajuda, um parceiro; noutros, algo a evitar...
Quanto a mim não farei certamente como Gérard Castello - Lopes, esse enorme fotógrafo que marcou para sempre a nossa história da imagem fotográfica; Deixou de fotografar pessoas na rua quando foi detido, nos idos anos 50/60 ao ser detido por um polícia por estar a fotografar um mendigo. Tempos que fazem suspirar de nostalgia o agente principal Hugo Santos da Divisão da PSP de Oeiras.
Não o farei. Os tempos são outros embora já "tivessem parecido mais outros". Não abdico dos meus direitos, da minha actividade artistica em nome da tacanhez, da ignorância, da iliteracia e de ideias neo-fascistas.
Por mim, pelos meus filhos e sobretudo pelo meu pai, Carlos Afonso Dias, companheiro de Gérard na fotografia e em muitos pensamentos.


Fotografia: GAD. Santo Amaro de Oeiras, 2010

Monday, June 28, 2010

DENÚNCIA - Os Agentes da PSP de Oeiras, a Fotografia e as saudades de Salazar

O "Agente Principal" Costa Santos momentos antes de estacionar. Foto: Gad. Santo Amaro de Oeiras, 2010

Escrevia eu ontem a jeito de título (para o site Olhares.com) de uma das fotografias da série da passadeira "cheira-me que esta série não tem fim..." e, de facto, imaginava ainda uma série de situações inesperadas, para mim e para a protagonista passadeira.
Não é difícil perceber a ideia subjacente a este trabalho; um suporte gráfico com uma autoridade e um sentido que o "homem" lhe quis dar e a subversão (a cores ou a preto e branco) desse pressuposto.
A exploração do suporte, sob vários pontos de vista, ângulos ou distorções abririam caminhos para novas tentativas.
A figura humana (ou não) é sempre o elemento fundamental da composição. Maioritariamente fotografados de cima, adquirem o valor da forma em movimento sob um plano demasiado estático feito de riscas brancas e pretas.
Mas isso era ontem... Esta tarde numa nova sessão feita a partir da minha varanda que está sobre essa passadeira, passou, para depois parar um veículo do corpo da PSP de Oeiras.
Lá de dentro saíram os "Agentes Principais" Hugo Santos e Costa Santos.
O mais novo, o agente Hugo Santos dirigiu-se a mim, ainda "lá de baixo" nos termos que tornaram famosa a nossa polícia.
Convencido de que iria servir para alguma coisa, fui buscar uma cópia do documento «Direito de Fotografar em Portugal »e desci ao encontro dos dois agentes.
Nada feito... Não queriam saber daquilo para nada. Cada argumento meu merecia uma resposta de um calibre intelectual arrasador; quando disse que a fotografia era uma arte recebi um sorriso de escárnio e uns grunhidos que não consegui decifrar...
Quando ousei dizer que era trabalho, foi pior ainda; trabalho?!
Disse-lhes então (já mais chateado) que estavam a prestar um bom serviço à ignorância e um péssimo serviço à cultura e que até parecia que vivíamos nos dias de Salazar. O Agente Principal Hugo Santos não se conteve e soltou um " mas é pena...".
Fiquei então a saber que a queixa tinha partido de uma senhora "dali" (Quem sabe se a mesma que há bem pouco tempo me brindou com uma pedrada...) e que o motivo era o de eu ir para a janela fotografar raparigas. Acabou a conversa. Disse-lhes que fizessem o trabalho deles que eu trataria de denunciar a situação como pudesse.
Este relato refere-se exactamente ao dia 28 de Junho de 2010.
Como é que será em 2020?!...








"Cheira-me que esta série não tem fim..."

Fotografias; GAD. Santo Amaro de Oeiras, 2010

Sunday, June 27, 2010

Bom Domingo!

Fotografia: Gad. Oeiras, 2010

As "tele-pizzas" são algo que já fazem parte do quotidiano dos portugueses.os "motoqueiros" aceleram desvairadamente, as encomendas por vezes não correspondem aos pedidos ou levam uma eternidade... mas chegam sempre para confortar os nossos estômagos em desespero. Que o digam os 330 deputados da Assembleia.
Podia viver sem a Tele-Pizza?

Podia, mas...
Bom Domingo!

Friday, June 25, 2010

Portugal x Brasil - Quero ver este sorriso!

Fotografia: Gad. Évora, 2008



Hoje é dia de Jogo Grande! Portugal x Brasil. É dia de "esquecer" tomar por momentos o "ópio" do povo e iludir os maus tratos sucessivos e crescentes que tem vindo a ser vítima.

Por isso, pelo menos, uns minutos de alegria. Depois, sabe-se, volta tudo ao mesmo...



Já a gora, Um bom fim-de-semana!

Tuesday, June 22, 2010

Portugal é o nono país mais pobre da U.E.

Quando o país acordar do "Sonho Africano", talvez valha a pena pensar
NISTO...

Até lá, para os nossos governantes, quanto mais tempo o "Zé" andar adormecido, de cabeça para o ar ou a soprar nas malditas vouvouzelas, melhor.
Fotografia: Gad. Oeiras, 2010

Assim, sem mais nem menos...

Fotografia: Gad. Santo Amaro de Oeiras, 2010

Monday, June 21, 2010

Sunday, June 20, 2010

Saramago, a Morte e a Hipocrisia

Foto: Net

Morreu José Saramago.
Um Nobel da Literatura cujo valor foi sendo reconhecido um pouco por todo o Mundo.
Eu não gostava de Saramago e não é pelo facto da sua morte que lhe renderei sentidas homenagens.
Não gostava dos seus livros ("tentei ler alguns..."), mas sobretudo não gostava do homem. Da sua altivez, da sua pose, de muitas afirmações que fazia destemperadas e até desrespeitosas.
Escrevi sobre Saramago, pontualmente, aqui neste blogue. Porque me irritava.
Mas quando um homem (sobretudo um homem importante) morre, aparecem todos... a expelir "lugares comuns" ou, pior, como foi o caso da Ministra da Cultura, a pretender fazer poesia (...) Não há palavras, Saramago levou-as todas (...)
E vem gente da politica, do teatro, do cinema, das artes plásticas e todos dizem "Portugal ficou mais pobre". E ficou.
Sobretudo quando os estrangeiros nos avaliam...
Talvez tenha sido por isso que o meu pai, no leito da morte, pediu que só a mulher e os filhos o visitassem. A hipocrisia metia-lhe asco.

Bom Domingo!

"Levamos esta!"
Fotografia:Gad, Oeiras,2010

Friday, June 18, 2010

Bom fim-de-semana !

Fotografia: Gad. Santo Amaro de Oeiras, 2010

Tuesday, June 15, 2010

s/t

Fotografia: Gad. Oeiras, 2010

Costa Marfim 0 - 0 Portugal ...Mais do mesmo...

Não há muito a dizer do primeiro jogo de Portugal neste Mundial na África do Sul, frente à selecção da Costa do Marfim. Ou por outra, há, mas é tão mau que disso se encarregará o Rui Santos e os demais Drs. da bola que animam os cafés com televisão deste país.
Eu só falo da "Alforreca", do Carlos Queiroz. As suas declarações no final da partida foram, como o título deste post diz - mais do mesmo - a culpa foi dos outros que não nos deixaram jogar (!), não tivemos a sorte do nosso lado (...), e lá vamos ficar a depender dos resultados dos outros para fazermos contas à vida.
O Ronaldo (agora CR7), com a fluidez estonteante do seu discurso adiantou : "o futebol é assim mesmo".
E é.
Pelo menos, desta vez, a culpa não foi do àrbitro.
Vou esperar pelo "jogo da noite" entre o Brasil e a Coreia do Norte para tentar "lavar os olhos"...

Já falta pouco...

Quando "toca" à selecção sou vagamente fanático.
Contudo, apesar de desejar tudo para a equipa portuguesa, sinto, já o escrevi, que não está à altura das grandes candidatas ao título.
Desde logo porque tem um seleccionador (dr...) que andou grande parte do tempo a fazer alquimia com as "peças" que tinha.
Depois, não tem carisma, não tem garra, é uma alforreca.
Por fim, as selecções que vão defrontar Portugal podem não ter o Cristiano Ronaldo (nem sei se é bom ou mau para elas...) mas têm tudo o resto; uma grande determinação, um carácter inquestionável, e uma ambição sem fim.
Isso iremos comprovar (ou não) já no jogo que está prestes a principiar.

Do melhor!

Sunday, June 13, 2010

Friday, June 11, 2010

À Pedrada!

Há três meses dei aqui conta de um incidente onde fui vítima, dentro da minha própria casa, de insultos, impropérios e olhares ameaçadores feitos por um polícia de trânsito pelo simples facto de eu estar a fotografar aquilo que se passava na rua, no caso a Procissão dos Passos. Foi no dia 8 de Março deste ano.

Desta vez relato algo que me parece mais esclarecedor da mentalidade e/ou do estado de desvario em que anda a generalidade das pessoas.
Estava a fotografar como faço, quase diariamente para aquilo que me desperta interesse na rua, nomeadamente figuras insólitas ou representativas da nossa condição social, maioritariamente em sombra ou em movimento sugestivo, quando, vinda "de não sei onde" surgiu uma senhora, com um ar normalíssimo, proferiu umas palavras que eu não entendi e arremessou uma pedra na minha direcção, bradando depois que "ía chamar a polícia".

Tendo em conta a figura da Lei que sempre me acompanha, e considerando ter sido alvo de uma tentativa de agressão que pôs em risco a minha integridade física e a do material que usava (só a objectiva ascende a 800€), desci calmamente à rua (vivo num 1º andar) à espera que a polícia aparecesse para formalizar a respectiva queixa contra a medieval senhora das pedras.

Mas a polícia não a pareceu e a senhora muito menos. Ficou-me uma revolta enorme. Dei uma volta pelas lojas e cafés da zona indagando pela fera, porém sem sucesso.
Este episódio que poderá ser relativizado "tipo - se calhar ela pensou que ele lhe tirou uma fotografia e não gostou...- é quanto a mim, mais um efeito do estado e do "vale tudo" em que este país se vai arrastando: Os ministros mentem, os banqueiros roubam, a corrupção aumenta e as medidas para combater a crise aumentam as crises dentro de casa de cada um... O escape é a rua e isso sente-se em tudo: no trânsito, nas lojas, nos passeios e até nos olhares.

Bom fim-de-semana !

Fotografia: Gad. Santo Amaro de Oeiras, 2010

A casa ensombrada





Fotografias: Gad. Santo Amaro de Oeiras, 2010

Friday, June 04, 2010